2º | TURMA H

2011

Em Breve!

2010

Muita gente defende que a verdade é construída pela vontade individual. Outras pessoas pensam que cada um é dono das próprias verdades. Há, também, aqueles que acreditam na existência de verdades absolutas. No entanto, a maioria desses sujeitos fala sobre a verdade, mas sequer conhece o significado desse termo. Além disso, apesar de acreditarem na possibilidade de se inventar a verdade, esses indivíduos não se dão conta de que são as verdades que os inventam.

Turma H | Pensando Bem!

. . .

Todos os animais humanos são frutos de uma socialização. Passando pelos diferentes graus desse processo, aprendemos as “regras do jogo”, ou “regras da vida”. Assim, o método de criar verdades é instalado em nossas mentes nesse momento. Muitas vezes, é difícil explicar porque consideramos certas coisas como verdades absolutas e inquestionáveis, pois querendo ou não nos baseamos no conhecimento passado para nós ao avaliar fatos observados. O que pode acontecer é “mesclarmos” esses diferentes métodos, como o cientificismo e a religião, por exemplo, com o objetivo de satisfazer a necessidade de confirmar verdades.

Quando conseguimos enxergar que nada do que vemos pode ser avaliado como “real” ou “ilusório”, passamos a compreender que a criação de verdades é muito subjetiva. Existem muitas realidades, sejam materiais ou espirituais, e todas elas coexistem na mente de todos nós. A verdade deve ser avaliada pelo seu valor prático. Os índios valorizam a natureza e a consideram soberana porque ela é útil para eles. Nós acreditamos, por exemplo, que a eletricidade é indispensável, pois hoje é difícil imaginar a realidade urbana sem ela.

Portanto, todo o conhecimento produzido é válido e deve ser considerado como verdade ou não apenas e exclusivamente por quem o produziu ou o aceita sem questionar. É opção de cada um usar integralmente um certo método de obtenção de verdades ou unir elementos específicos deles. Concluimos assim que nós sentimos a necessidade de explicar, catalogar e sistematizar dados porque queremos respostas e mais respostas. Porém, não é possível explicar o milagre da vida. Afinal, somos humanos, e a imperfeição é a nossa mais característica qualidade.

Carlos Eduardo | Pensando Bem!

. . .

Costumo ler muito sobre sentimentos humanos e assuntos que levam à reflexão acerca dos dias atuais. Afinal, em um mundo como o nosso, onde o tempo vale tanto, é sempre oportuna a especulação sobre os assuntos que conseguem se fazer importantes a tal ponto de merecerem a “tomada” de tempo. Não posso dizer que me surprendo a descobrir de que se tratam. Quando não falamos de tragédias, de toda a desgraça e corrupção de valores, falamos de sentimentos puros. Sempre, invariavelmente! Acho que perdi a conta de quantas vezes já li textos de pessoas com milhares de formações que tentavam explicar as façanhas do amor. Que bossal é o ser humano em achar que poderia explicar isso. Não temos respostas para quase nada e, a cada resposta que descobrimos, surge uma pergunta maior ainda. Como, então, esperar ter uma resposta para de onde surgiu o amor? Isto seria nada menos do que subestimá-lo e reduzí-lo ao menos importante e mais previsível dos sentimentos.

Preocupa-me que estejamos mais voltados a buscar a explicação acerca do amor do que a torná-lo efetivo em nosso dia-a-dia. Homens e mulheres estão tão preocupados em dizer para o mundo o que é o amor que esquecem de fazê-lo valer em suas próprias vidas. Passam a viver em função do tempo, do emprego, da promoção de cargo, do aumento salarial, do colégio, dos problemas, mas nunca do amor. Esse vai ficando para trás, embora ainda seja o nome mais vendido em todo o mundo. Minimamente curioso, concorde comigo, que estejamos tão tendenciosos a falar sobre o tal sentimento se na prática ele se faz, para muitos, apenas uma utopia. Não proponho a mudança de assunto, nem a mudança de amor. Proponho ao mundo o auto-conhecimento, o amor como primeiro-plano, vetor de tudo que possa tangir à humanidade.

Isabela Dantas | Pensando Bem!

. . .

Anúncios

1 Comentário

  1. Adailson | Prof. | said,

    Êita gente inteligente que me enche de orgulho!
    Não sei se choro de plena alegria ou se apenas sorriu da mais absoluta felicidade por ter a sorte de poder fazer parte da vida de vocês.
    Sei apenas que me emociono, e muito!
    Parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: